Programa de Recuperação de Áreas Degradadas: entenda como ele funciona e quando é necessário!

por | mar 16, 2021 | Informações | 0 Comentários

Você precisa realizar o Programa de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD)?

Separamos informações importantes a respeito deste tema, afinal de contas, além do princípio de preservar o meio ambiente e manter o equilíbrio dos ecossistemas, este Programa ainda é relevante para o sucesso e qualidade dos seus empreendimentos.

Quer ficar por dentro de tudo e garantir projetos sustentáveis com qualidade, segurança e de acordo com as leis e normas em vigor? Continue a leitura e desvende tudo o que você precisa saber sobre o PRAD.

Entenda o que é e como funciona o Programa de Recuperação de Áreas Degradadas

O Programa de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD) é o conjunto de ações que deverão ser executadas para ocasionar o retorno da área degradada para as condições de uso definidas no plano. 

Segundo o Sistema Nacional de Unidades de Conservação, a recuperação é a restituição de um ecossistema degradado a uma condição não degradada, que pode ser diferente de sua condição original.

Consiste na “restituição de um ecossistema degradado o mais próximo possível da sua condição original”. No PRAD não há uma intenção direta de restabelecer a composição e estruturas originais do ecossistema, uma vez que os principais objetivos são a recuperação dos seus processos e funções, buscando assim aumentar o fluxo de serviços e benefícios à sociedade – destaca o Blog Mata Nativa

Em resumo, o PRAD tem como objetivo recuperar um ambiente degradado, bem como, as funcionalidades de um ecossistema.

Características importantes que envolvem o PRAD

O que é uma área degradada?

É chamado de área degradada, quando existe a alteração das propriedades ambientais, sendo elas bióticas e/ou abióticas, causadas pelo impacto de determinada atividade.

Como funciona a recuperação da área degradada?

Depende da demanda e técnica específica para cada necessidade. O programa deve ser aplicado por um técnico habilitado, que fará a avaliação técnica, para identificar o grau em que a área foi afetada, e assim, indicar a melhor solução alinhada à segurança, eficiência e custo.

Principal objetivo do PRAD: Permitir que o ambiente danificado volte a ter recursos bióticos e abióticos suficientes para que se mantenha em equilíbrio.

Como é elaborado um Plano de Recuperação de Áreas Degradadas?

Passo 1: Vistoria de campo para identificação da área degradada e sua abrangência, assim como do agente causador da degradação;
Passo 2: Escolher a melhor proposta de recuperação e investir em um modelo de recuperação adequado ao respectivo ambiente, respeitando suas peculiaridades;
Passo 3: Caracterização das técnicas que deverão ser utilizadas no processo de recuperação;
Passo 4: Desenvolvimento de uma proposta de monitoramento e avaliação para identificar a efetividade da recuperação após a execução das ações adotadas;
Passo 5: Levantamento dos custos e insumos que serão necessários para a execução do Plano;
Passo 6: Construção do cronograma físico-financeiro, referente a execução e consolidação da recuperação da área degradada.

A recuperação pode ser realizada tanto após a finalização do projeto, como também em paralelo com o mesmo. Dependendo do tipo de empreendimento, alterações causadas e formas de recuperação necessárias.

Atividades que precisam fazer a Recuperação de Áreas Degradadas

Você tem dúvida sobre quais empresas precisam realizar o Programa de Recuperação de Áreas Degradadas e em quais situações esta ação é necessária?

O Plano de Recuperação de Áreas Degradadas foi desenvolvido para ser aplicado em atividades de mineração. Mas, com o passar do tempo, foi se remodelando e hoje é aplicado para diversos tipos de empreendimentos e atividades, sendo inclusive, previsto no processo de Licenciamento Ambiental. 

Em empreendimentos do setor de geração e transmissão de energia, o Plano de Recuperação de Áreas Degradadas também é aplicado, visando identificar a ocorrência de áreas degradadas, avaliar os riscos e recuperá-las, através de ações contínuas.

Medidas de recuperação ambiental: Proposta nos Planos de Recuperação de Áreas degradadas

O Plano de Recuperação de área degradada é elaborado a partir de avaliação in loco, sendo que o profissional habilidade estabelece as medidas de recuperação que devem ser aplicadas para cada situação, visando a eficiência do processo de recuperação ambiental. 

Abaixo, citamos algumas medidas de recuperação ambiental que são proposta nos Planos de  Recuperação de área degradada:

1. Recomposição topográfica

A recomposição topográfica significa o preparo do relevo. É um fator muito importante para o sucesso do trabalho de recuperação, sendo que o relevo final deve atender aos objetivos de estabilidade do solo e taludes, controle da erosão, aspectos paisagísticos e estéticos.

2. Sistema de drenagem

Sistemas de drenagem tem como objetivo evitar ao máximo a ocorrência de processos erosivos, como o assoreamento.

3. Manejo do solo

O manejo adequado do solo é de extrema importância para o sucesso da recuperação da área degradada. O solo pode ficar desprovido de nutrientes adequados para desenvolvimento da vegetação que será plantada. Assim, deverá ser avaliado o pH, macro e micronutrientes e a matéria orgânica e se necessário realizar a adubação.

4. Manejo da vegetação

As ações com o manejo e implantação da vegetação são realizadas através das diversas técnicas existentes, algumas delas descritas a seguir:

A regeneração natural com manejo opta por ações que induzem ao processo de regeneração natural através de algumas técnicas, dentre elas:

  • Controle de plantas competidoras: as plantas competidoras, normalmente são espécies exóticas que crescem no local, impedindo a rebrota de raízes e/ou adensamento por outras técnicas que não tenham sucesso na área. Neste caso, as espécies exóticas podem ser controladas;
  • Adensamento: consiste na introdução nos espaços com falhas, de espécies no estágio inicial de sucessão. Pode ser feita através de semeadura ou plantio direto de mudas de espécies pioneiras nativas na área.
  • Enriquecimento: o propósito do enriquecimento é aumentar a diversidade de espécies da área que necessitam de recuperação e possuem poucas espécies.
  • Nucleação: Consiste na formação de “ilhas” ou “núcleos” de vegetação com espécies de capacidade ecológica que facilitam a ocupação da área por outras espécies, incrementando o local com interações interespecíficas, como a polinização e dispersão de sementes. 

O plantio em área total consiste no plantio de espécies vegetais, por meio de sementes ou mudas em áreas desprovidas de vegetação e que necessitem ser recuperadas de forma mais rápida. 

O plantio por mudas inicia na escolha correta das espécies nativas pioneiras, que possuem rápido crescimento e são adequadas para a condição do solo do local. Com espaçamento variado elas são plantadas na área que deverá ser recuperada e monitorada até o devido estabelecimento da área.

Importância do Programa de Recuperação de Áreas Degradadas para o Meio Ambiente

A importância da implantação do PRAD está relacionado a:

  • Implementar ações de controle e recuperação ambiental, de forma a mitigar ou corrigir processos erosivos que poderão ser acentuados, ou originados com a implantação do empreendimento;
  • Promover a recuperação de áreas afetadas pelo empreendimento, obtendo a estabilidade da área de modo a possibilitar o seu uso futuro seguro;
  • Criar atrativos para a fauna local nas áreas recuperadas, de forma a atrair populações de animais, encontradas na área do empreendimento anteriormente a sua implantação;
  • Monitorar as áreas recuperadas, avaliando a efetividade das ações de recuperação executadas, identificar eventuais desvios no programa de recuperação e cumprir a legislação ambiental nas áreas de competência.

Deste modo, é primordial que as organizações com atividades que impactam, de alguma forma, o meio ambiente, adotem métodos de sustentabilidade empresarial

A Pronatur pode ajudar no Programa de Recuperação de Áreas Degradadas do seu projeto!

Especializada em Projetos e Estudos Ambientais, a Pronatur sabe exatamente o que é preciso para desenvolver e executar o Programa de Recuperação de Áreas Degradadas. Mais do que isso, conhecemos os métodos e possuímos as ferramentas necessárias para realizar cada uma das etapas.

Realizamos análises precisas, para então efetuar o plano junto a uma equipe especializada e multidisciplinar, bem como, contamos com equipamentos de ponta, com total garantia de qualidade.

E então?

Neste conteúdo, você pôde conferir como o PRAD funciona, em que tipo de situações ele deve ser realizado e qual a importância dele para o meio ambiente e para a qualidade dos seus empreendimentos.

Destacamos a relevância deste programa e demais fatores e detalhes a ele relacionados. No entanto, sabemos que este é um assunto complexo, por isso, fique à vontade para entrar em contato conosco e esclarecer possíveis dúvidas.

Agora, se você quer saber como podemos ajudá-lo a realizar o Programa de Recuperação de Áreas Degradadas, clique abaixo e receba uma proposta personalizada para o seu negócio!

proposta personalizada

Programa de Recuperação de Áreas Degradadas: entenda como ele funciona e quando é necessário!

Você precisa realizar o Programa de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD)? Separamos informações importantes a respeito deste tema, afinal de contas, além do princípio de preservar o meio ambiente e manter o equilíbrio dos ecossistemas, este Programa ainda é...

Indicadores ambientais da qualidade da água: saiba quais você precisa ficar atento!

Os indicadores ambientais da qualidade da água devem ser de conhecimento de organizações que atuam em setores que possam, de alguma forma, interferir ou afetar o curso e qualidade dos recursos hídricos do meio ambiente. Mais do que conhecer, é necessário respeitar e...

Sustentabilidade empresarial: você sabe como seu empreendimento pode trabalhá-la?

Você, que atua como engenheiro ou técnico do meio ambiente na sua empresa, certamente tem clareza sobre a importância das ações que precisam ser realizadas em seu negócio, a favor do meio ambiente. Mas, e sobre sustentabilidade empresarial, você já ouviu falar? O...

7 leis relacionadas ao licenciamento ambiental que você precisa ficar atento!

Sabe quais são as principais leis relacionadas ao licenciamento ambiental? Se você atua na área de meio ambiente durante a execução dos projetos da empresa, saiba que é essencial ficar atento a essas leis, para garantir o sucesso dos empreendimentos. Pensando em...

Condicionantes ambientais: confira quais precisam ser realizadas em projetos de geração e transmissão de energia!

Para manter a Licença Ambiental em dia, dentro da lei e sem sofrer penalidades, as condicionantes ambientais são fatores fundamentais a serem cumpridos. As licenças ambientais possuem condicionantes ambientais necessárias para manutenção da qualidade ambiental e...

Projeto para geração de energia: entenda qual é a importância da outorga de uso da água!

A água é um bem de uso comum, logo, para utilizá-la em atividades com fins industriais e para aproveitamento de potenciais hidrelétricos é necessário obter a Outorga de uso da água. Se você chegou até aqui porque está com dúvidas, esse conteúdo, com toda certeza, é...

Auto de Infração Ambiental: entenda como ele pode impactar no projeto de Centrais de Geração Hidrelétrica!

Já ouviu falar do Auto de Infração Ambiental? Ou melhor, você sabe como ele pode ser fundamental para as boas práticas no seu projeto de Central de Geração Hidrelétrica? Se você tem dúvidas quanto a isso, continue a leitura deste conteúdo, pois vamos apresentar os...

7 motivos para você contar com uma consultoria ambiental no seu negócio!

Ainda tem dúvidas de quais são as vantagens de contar com uma consultoria ambiental para o seu negócio? Então continue a leitura que vamos mostrar alguns dos principais motivos do porquê essa pode ser uma escolha valiosa para a sua empresa. Para este conteúdo,...

Saiba como obter a licença ambiental para o seu negócio

A licença ambiental é um processo administrativo que muitos empreendimentos precisam realizar para poderem operar. Entretanto, há vários detalhes importantes que devem ser levados em conta, tais como porte da empresa, tipo de atividade, entre outros. A seguir,...

Entenda o que é o Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (EIA e RIMA)

O Estudo de Impacto Ambiental está atrelado ao Licenciamento Ambiental de um empreendimento de grande porte. Ele é um documento técnico que detalha todas as características do empreendimento, os meios físicos, bióticos e socioeconômicos da área em que o empreendimento...

Acompanhe-nos em nossas redes sociais!

Conheça mais sobre nossas soluções:

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *